Música popular alentejana com o grupo LuzAzul

27 Novembro 2021
21 : 30
Odemira - Cineteatro Camacho Costa

Próximos Eventos

19 Fevereiro 2022

Santa Clara-a-Velha - Pavilhão da Junta de Freguesia

5 Fevereiro 2022

Vale Ferro - Café Porfírio - Freguesia de Relíquias

22 Janeiro 2022

Colos - Restaurante Eira da Lagoa

8 Janeiro 2022

Casa Convívio Snack-Bar “Os Pereiras”, na aldeia de Várzea das Pedras, Freguesia de S. Teotónio.

18 Dezembro 2021

Sabóia - Restaurante "Flor do Campo"

4 Dezembro 2021

Amoreiras-Gare - Restaurante “O Peixeiro”

O grupo apresenta um reportório reunido no álbum de inéditos (letras e músicas), “ÂMBRIA”, que faz um périplo pelo Alentejo de ontem, com os olhos postos no Alentejo de hoje, com temas dedicados a locais muito particulares como o Forte de S. Clemente (Vila Nova de Milfontes), o Castelo de Noudar (Barrancos), Santana de Cambas (Mértola) ou Beringel (Beja), assim como a aspetos que fazem parte do imaginário coletivo e popular deste povo.

Os LuzAzul são seis músicos que se reuniram em torno de um projeto de criação de um CD de música popular que é, também, um instrumento de coesão do território alentejano. O grupo é constituído por Adriano Alves (baixo), Bernardo Emídio (voz), João Frade (acordeão e percussão), José Emídio (voz e viola campaniça), Rubén Lameira (voz) e Tiago Oliveira (guitarra e percussão).

O grupo apresenta o seu primeiro trabalho “ÂMBRIA” como “a música no território e o território na música” que não constitui apenas um CD de música popular alentejana, com letras e músicas inéditas, mas “algo ainda mais valioso: um instrumento promotor de um Alentejo mais coeso, mais cooperante e interligado e, assim, mais competitivo, onde é preservado todo o imaginário coletivo e social que influencia o modo de ser e de estar no mundo do povo alentejano.” Criaram estórias cantadas, singelas, em que as letras estão repletas de sentidos e significados, valores morais e elementos específicos da cultura popular, ligadas às tradições, aos costumes e a algumas lendas deste território.