LITORAL EMCENA “SOBE AO PALCO” DIA 26 DE MAIO COM “A COMUNA”

A partir do dia 26 deste mês, os concelhos de Santiago do Cacém e de Sines, na Costa Alentejana vão acolher o projeto ‘Litoral EmCena’, que vai apresentar uma programação mensal de teatro de companhias nacionais e estrangeiras, estando previstos cerca de cem espetáculos ao todo em dois anos.

O projeto e o programa para 2021 vai ser apresentado oficialmente no dia 21 de maio, no Auditório Municipal António Chainho, a partir das 20:00. ‘Tudo é relativo’, pela Comuna – Teatro de Pesquisa, é o espetáculo que abre a programação no dia 26 de maio, no Centro de Artes de Sines, passando nos dias seguintes pelo auditório da Escola Secundária Padre António Macedo, em Vila Nova de Santo André, e pelo Auditório António Chainho, em Santiago do Cacém.

Seguem-se, em junho, a companhia Fontenova, com ‘A Paz Perpétua’ e A Barraca, com ‘Um Ivanov ou Ensaio sobre a mentira’. Em julho o Teatro Só, com ‘Sorriso’ e em agosto a ESTE, Estação Teatral, com ‘ Vagantes’, levam o teatro às pequenas localidades dos concelhos de Santiago do Cacém e de Sines. Além das três cidades onde decorre o Litoral EmCena, recebem estas companhias as localidades de Porto Covo, Lagoa de Santo André, Ermidas, Alvalade, Cercal, Abela, São Domingos e São Francisco da Serra.

Do programa do Litoral EmCena fazem também parte os locais GATO SA e Teatro do MAR, e ainda o Varazim Teatro, os Artistas Unidos e Pedro Diogo.

A estrear-se em Portugal vão estar três companhias estrangeiras com espectáculos de teatro físico e visual vindas de França – COLLECTIF 2222 – , Alemanha – Bodecker & Neander Ca – e da Estónia – Giraffe Royal Theatre.

Em setembro, chega à Costa Alentejana a companhia alemã Bodecker & Neander Ca, que traz consigo o espectáculo ‘Snowed in!’. Tanto os atores como o encenador, Lionel Ménard, trabalharam com Marcel Marceau, sendo essa uma grande referência na linguagem teatral com que apresentam as suas produções.

A companhia francesa COLLECTIF 2222, constituída por actores formados na prestigiada Escola Internacional de Teatro Jacques Lecoq, vai apresentar em outubro o espetáculo ‘Pourquoi Les Vieux, Qui N’ont Rien À Faire, Traversent-Ils Au Feu Rouge?’.

Em dezembro, a fechar a programação de 2021, sobe ao palco a companhia Giraffe Royal Theatre, vinda da Estónia, com o espectáculo ‘Karnaval’, uma performance visual de teatro físico na tradição do palhaço branco, técnica delicada e requintada, que quase desapareceu nos dias de hoje.

Estão ainda previstas outras iniciativas paralelas, como workshops e três exposições itinerantes, que vão circular entre Vila Nova de Santo André, Santiago do Cacém e Sines.

O programa está sujeito a alterações ou atualizações ao longo do ano, tendo em conta a situação pandémica.

Programa “Litoral EmCena”

Sobre o Litoral EmCena

O Litoral EmCena é um projeto intermunicipal promovido pela AJAGATO em parceria estratégica com as Câmaras Municipais de Santiago do Cacém e de Sines com co-financiamento do FEDER, ao abrigo do Aviso de Concurso com o no ALT20-14-2020-02 – Património Cultural.

Os espetáculos incluídos no programa são de grande qualidade, apresentados por atores de excelência e de companhias teatrais de referência em Portugal e no estrangeiro.

A programação foi preparada como um festival de longa duração, com uma grande variedade de linguagens artísticas e estéticas que tem como um dos principais objetivos o desenvolvimento defluxos de público para o Teatro, bem como a projeção desta região alargada como centro de criação, pesquisa e divulgação teatral.

Para 2021, estão previstos 50 espetáculos apresentados por 13 companhias de teatro que, a partir do mês de maio, vão passar por Vila Nova de Santo André, Santiago do Cacém e Sines, mas algumas também por localidades rurais do interior dos concelhos.

Teatro em sala e na rua, exposições, workshops e masterclasses fazem parte de uma programação geralmente apenas reservada a grandes salas de espetáculo das maiores cidades do País, contribuindo assim também para uma descentralização da cultura e para combater desigualdades territoriais de acesso à cultura.

 

Sobre a AJAGATO

Legalmente constituída em 11 de março de 1999, a AJAGATO permitiu aprofundar e diversificar a dinâmica teatral desenvolvida desde 1988 pelo GATO SA, com projectos de maior envergadura suportados por uma rede de parceiros e patrocinadores das quais merece um particular destaque o Município de Santiago do Cacém, mas também a Junta de Freguesia de Santo André, a Direção Regional de Cultura do Alentejo, a Fundação INATEL e o tecido empresarial da região. Para além de apoiar e produzir as criações teatrais da companhia, a Associação realiza projectos destinados à comunidade em geral, com evidentes reflexos na criação de fluxos de público genuinamente interessado pelo teatro que fazem desta região uma referência cultural no sul do país.

Dos vários projetos desenvolvidos pela AJAGATO, a Mostra Internacional de Teatro de Santo André (MITSA) é o mais conhecido e possivelmente o que maior impacto e visibilidade teve, pelo grande sucesso artístico e de público, pelo prestígio granjeado junto das companhias portuguesas e pela projeção internacional. A Mostra deixou de se realizar em 2017 depois de 18 edições de grande sucesso, tendo recebido 86 companhias, 231 peças de teatro vistas por 62.282 espectadores.

A revista Cena’s, outro projeto da AJAGATO, é uma publicação cultural com enfoque nas Artes de Palco, que muito tem contribuído para projetar esta dinâmica singular a nível nacional e que prestigia esta região. Uma revista de que já foram publicados 16 números, o último dos quais, uma edição especial de homenagem a José Mário Branco.