Presidentes das Câmaras Municipais do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina reúnem com Secretários de Estado

Os Presidentes da Câmara, cujos territórios dos seus concelhos constituem o Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, José Alberto Guerreiro (Odemira), Adelino Soares (Vila do Bispo) e José Gonçalves (Aljezur), reuniram em Aljezur, no dia 27 de outubro, com o Secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, João Paulo Catarino e com o Secretário de Estado da Descentralização e Administração Local, Jorge Botelho, acompanhados pelo Presidente do Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas – ICNF, Nuno Banza, e pelo Diretor Regional do ICNF, Castelão Rodrigues. Participaram ainda na reunião os Vereadores António Carvalho e Pedro Ramos, assim como a Chefe de serviços do ICNF.

Esta reunião acontece no seguimento do encontro entre os Presidentes de Câmara, por altura do aniversário dos 32 anos do Parque Natural, em julho, onde discutiram e fizeram um balanço deste período, onde, entre outras, concluíram que, entre o dever e o haver, a conservação da natureza e a biodiversidade, continua a ser a grande mais-valia para esta região. Mas, são grandes os desafios que são colocados a esta região do país, onde o Parque Natural, que tem sofrido uma enorme pressão. As várias atividades económicas, como o turismo, a agricultura, a pesca, entre outras atividades, começam a colocar em causa algum do equilíbrio que é defendido e necessário, para que esta continue a ser uma das paragens mais preservadas do País e da Europa, sendo o desafio enorme para manter o equilíbrio e a necessidade de valorização das atividades tradicionais.

Foram abordadas as necessidades de investimento, nas mais diversas áreas, agora que os problemas e desafios tendem a agravar-se, devido à procura destas paragens, cada vez mais apetecidas, para investimentos na agricultura, turismo, entre outros. Acentua-se a urgência, por parte do estado central, em investir e olhar para estes territórios, que pelas suas caraterísticas únicas, em termos de biodiversidade, há muitos anos que anseiam e esperam vários investimentos, em serviços públicos, em equipamentos e infraestruturas.

Foram abordados os temas que estavam em agenda, a Cogestão do PNSACV, o Campismo e Caravanismo, o Perímetro de Rega do Mira e ainda a situação da revisão do Plano do Parque Natural e a sua passagem a programa, que é uma urgência, pois assiste-se a um plano completamente desajustado á realidade e à exigência dos nossos dias.

Da reunião, assumiram os Presidentes de Câmara, com os dois Secretários de Estado, dar passos concretos para preparar e assumir a Cogestão do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, foram discutidas ações conjuntas para combater a matéria do autocaravanismo e campismo selvagem, os desafios colocados no âmbito do Perímetro de Rega do Mira, assim como a necessidade da revisão do Plano do PNSACV, que urge a sua rápida concretização.

A reunião foi muito proveitosa, com o aproximar e aprofundar destas 4 autarquias que fazem parte de um território inserido num parque natural, sendo urgente que se tomem medidas e ações, para salvaguarda deste território e ao mesmo tempo, que respondam aos desafios que são colocados a esta região, onde o Alentejo se une ao Algarve. Esta é uma região onde a procura e o potencial que apresenta, medidas urgentes, de modo a encontrar soluções, para melhorar a vida das suas populações, e encontrar os equilíbrios necessários entre a natureza e as necessidades humanas.