RELATÓRIO SOBRE A PENA DE MORTE EM 2021

Em 2021, após o fim das restrições impostas devido à COVID-19, registou-se um aumento do número de execuções e de condenações à pena de morte, sobretudo por alguns dos países mais conhecidos por essa prática.  Registaram-se, pelo menos, 579 execuções, em 18 países, o que significa um aumento de 20% comparativamente a 2020 (com 483 execuções).

Este total de execuções em 2021 representa o segundo número mais baixo registado pela Amnistia Internacional desde 2010.

O relatório anual da Amnistia Internacional sobre a pena de morte em 2021, contempla o período compreendido entre janeiro e dezembro. Tal como em anos anteriores, a informação é recolhida através de diferentes fontes, incluindo: números oficiais, julgamentos, informação providenciada pelas pessoas condenadas à morte, pelas suas famílias e representantes, relatórios de órgãos de comunicação social e, no caso de alguns países, informação de outras organizações da sociedade civil. O relatório apenas documenta as execuções, as condenações à pena de morte e outros aspetos que lhe são relativos, como as comutações ou exonerações, e sempre após a confirmação da informação.

https://www.amnistia.pt/pena-de-morte-2021/